Antivírus gratuito funciona? Qual o melhor para celular e computador

15 de dezembro de 2021 0 Comments

Nesse exato momento seus dados podem estar sendo roubados, seu aparelho pode ser uma espécie de zumbi sendo usado para ataques cibernéticos ou para minerar criptomoedas, sem você nem imaginar. A solução para proteger seu aparelho seria um software capaz de monitorar, identificar e excluir essas ameaças. Vem saber se um antivírus gratuito funciona para isso. 

O que é um antivírus?

Antivírus são softwares/programas/aplicativos com o importante papel de detectar e impedir que os vírus, programas carregados com códigos ou softwares maliciosos, chamados de malware, se instalem em seu dispositivo.

Os vírus podem chegar ao seu computador ou celular de várias formas. Por exemplo, através de sites, pendrives, e-mails, arquivos e softwares para download.

Está ficando muito comum também receber links vindos de qualquer lugar em mensagens de rede social, como o WhatsApp, ou mesmo, mensagem pelo celular.

Os softwares e códigos maliciosos podem ser bem prejudiciais não só para o seu aparelho, mas também para você de maneira geral. Isso acontece porque eles podem interferir no funcionamento do dispositivo, com a intenção de registrar, destruir, corromper e roubar seus dados para transferir para outras máquinas.

É assim que brechas são abertas nos dispositivos e seus dados podem ser acessados e roubados por hackers também, mas os vírus podem fazer muitas outras coisas.

O que vírus fazem no seu celular ou computador?

Os malwares são bem-parecidos com os softwares não maliciosos, pois, na prática, são várias páginas com códigos escritos. A diferença é o que eles carregam, por isso os nomes parecidos.

Vírus são programados para passarem despercebidos, por isso, muitas vezes não são detectados, mas também possuem maneiras de evitar que sejam interrompidos também.

Para entender melhor como ele funciona, explicamos mais um pouco:

São iniciados com o sistema

Sempre que um computador é desligado acontece um reboot, através do reboot o processamento é interrompido e o PC pode descansar. Quando ele é ligado, seus programas voltam a funcionar. No entanto, os vírus também podem sobreviver ao reboot, voltando a funcionar quando a máquina é religada, como um mouse ou teclado, por exemplo.

Ele vai ficando mais forte

O malware vai ficando mais resistente, dependendo da inicialização escolhida. Mesmo quando o usuário encontra e tenta apagar não vai conseguir porque ele fica carregado na memória e sendo usado pelo computador.

Ele vai rodar junto com o sistema operacional e enquanto não parar a execução ele continuará no disco.

Não pode ser deletado

Os criadores de malware também criam barreiras para o usuário não conseguir deletar o programa. Assim, simplesmente não consegue excluir porque os códigos estarão embutidos.

Os softwares comuns, que não são vírus, possuem a opção de reiniciar com o sistema e são abertos para serem deletados ou interrompidos pelo usuário.

Como o vírus agem no seu aparelho

Alguns aparelhos quando são atacados podem ter os recursos usados por criminosos e passam a ser utilizados como uma espécie de zumbi, ou seja, são controlados pelos hackers para ataques direcionados.

Seus dados podem ser roubados. Assim tudo que você digita e acessa no seu computador podem ser captados pelos criadores do vírus, como suas senhas de aplicativos do banco, redes sociais e tudo mais.

Alguns malwares também podem impedir que a máquina seja acessada ou sequestrar dados, como barrar a entrada em um  aplicativo do banco e pedir resgate, ou seja, liberar apenas se você pagar.

Eles também podem minerar criptomoedas pelo seu computador sem você saber.

Como os antivírus detectam um vírus?

Os antivírus possuem métodos para identificar e impedir que os malwares entrem e iniciem. Para isso, eles barram a entrada de programas e códigos suspeitos, atualizam automaticamente, escaneiam, colocam programas em quarentena, dentre outras formas.

Os antivírus também fazem varreduras em busca de malwares em programas instalados e avisa caso encontre, mas deleta automaticamente.

Eles também armazenam dados sobre os dígitos verificadores para depois consultar em novas checagens e comparar os dados armazenados, para garantir que esses dígitos não sejam alterados.

Um antivírus é 100% seguro?

Infelizmente, nenhum antivírus é 100% seguro. Eles vêm sendo atualizados, melhorados e ganhando novos recursos, porém os vírus estão sempre sendo atualizados também. Isso faz com que, mesmo os melhores antivírus, ainda corram o risco de deixarem malwares passarem.

Qual a diferença de um antivírus gratuito para um pago?

A diferença entre os dois tipos são os recursos  oferecidos. Alguns antivírus pagos protegem tipos específicos de vírus, como crypto-jacking. Eles também podem oferecer proteção para mais de um dispositivo e níveis de segurança diferentes.

Para decidir se deve ou não pagar por um antivírus observe e compare as diferenças entre os pagos e os gratuitos até chegar em um que ofereça a segurança que você precisa.

Antivírus gratuitos para celular e computador

Existem antivírus muito conhecidos no mercado pela qualidade para Windows, esses são os principais:

Ahnlab

Avast

AVG

Avira

Bitdefender

McAfee

Karspersky

Para celular Android, essas são algumas opções:

Ahnlab

Antiy

Avast

AVG

Avira

Bitdefender

F-Secure

Consulte aqui os antivírus mais bem posicionados no AV-Test para demais sistemas. Caso você prefira contratar um antivírus, pesquise as diferenças entre eles e o que oferecem na versão paga.

Dicas para ficar longe dos vírus de computador

Cuidado com os cliques

Troque senhas de vez em quando

Atualize sempre os programas que usa

Cuidado ao acessar sites duvidosos. Por segurança, não clique em nenhum anúncio ou link além do play do vídeo

Cuidado também ao baixar livros, filmes ou programas piratas

Evite links suspeitos

Tente não clicar nos links que recebe, principalmente de endereços de pessoas desconhecidas. Hoje em dia mesmo dos conhecidos é preciso ficar de olho, pois esses links são muito compartilhados. É fácil de reconhecer, pois, vêm sempre atrás de grandes promessas ou promoções.

Alguns exemplos de mensagem a desconfiar são aqueles que prometem benefícios, auxílios e promoções boas demais para ser verdade.  Na dúvida, não clique.

E-mails de bancos e links que pareçam estranhos, quanto mais palavras, números, letras e ícones tem um domínio, mais suspeito ele é.

Você viu aqui o que é um antivírus, um vírus, como os vírus funcionam, como os antivírus funcionam, quais os melhores gratuitos e ainda algumas dicas de como evitar esses ataques.

Aproveite que está por aqui e veja também nosso post sobre os melhores streamings de vídeos disponíveis no Brasil, além da Netflix. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.