LINKCE Telecom

WiFi lento? Veja 5 motivos para trocar o seu roteador

Ter uma internet de qualidade é importante para praticamente tudo hoje em dia, como estudar, trabalhar, assistir séries e jogar. Portanto, não dá para ficar com um WiFi lento, certo?

A maioria das conexões à internet acontecem por meio de um roteador, seja em casa ou no trabalho, são diversos os dispositivos que utilizam uma rede sem fio para navegar online.

Apesar de muito importante, o aparelho costuma ficar esquecido em algum lugar da casa por anos e com o tempo acaba ficando defasado, o que pode resultar em um WiFi lento.

Portanto, se você está enfrentando alguns problemas de conexão, como sinal fraco, queda de internet e lentidão, podem ser alguns sinais de que está na hora de trocar o seu roteador.

Neste post você vai conferir alguns motivos para fazer a troca do aparelho, além de dicas para melhorar a qualidade da sua conexão. Boa leitura!

WiFi lento: 5 motivos para trocar o seu roteador

É comum pensar que um wifi lento possa ser culpa da provedora de internet e logo ligar para fazer uma reclamação.

Entretanto, ao fazer um teste de velocidade por cabo de rede, percebe que todos os MB estão chegando normalmente.

É importante fazer um teste através do cabo Ethernet conectado diretamente no modem, pois ao contrário do sinal WiFi, ele não perde velocidade e entrega a quantidade real da sua banda larga.

Após fazer um teste com o cabo de rede e verificar que a sua velocidade está correta, mas mesmo assim o WiFi está lento, o problema pode ser o seu roteador.

Confira alguns motivos para ficar atento ao seu aparelho e saber se está na hora de trocar.

1. Roteador antigo

Assim como qualquer outra tecnologia, um roteador também fica obsoleto com o passar dos anos.

Os roteadores mais atuais possuem uma tecnologia que permite uma maior passagem de sinal e, assim, conseguem entregar uma maior velocidade via WiFi.

Além disso, os dispositivos que tocamos com mais frequência, como smartphones, também se atualizam e permitem uma passagem de banda maior, o que pode resultar em uma má comunicação com roteadores antigos.

2. Problemas no alcance do sinal

Para quem mora em uma casa grande ou em um apartamento com muitas paredes, o alcance do sinal é sempre um problema que resulta em um WiFi lento.

Os roteadores antigos possuem um menor alcance de sinal e, por isso, não conseguem manter a qualidade da transmissão para todos os cômodos da casa.

Portanto, quando for trocar de roteador, é necessário considerar o tamanho da sua residência, bem como os obstáculos entre o aparelho e os dispositivos.

Entretanto, por mais que escolha um dispositivo moderno, ainda pode ser necessário comprar um extensor ou repetidor de sinal para expandir o alcance.

3. Frequência de sinal diferente entre o roteador e os dispositivos conectados

A frequência de sinal é um dos fatores mais importantes que você deve considerar para fazer a troca do seu roteador.

Os dispositivos mais atuais são “dual band”, ou seja, trabalham com as frequências 2,4 GHz e 5 GHz. Esses roteadores mais modernos conseguem entregar muito mais qualidade para a sua conexão.

4. Vários dispositivos conectados à rede

Se na sua casa existem muitas pessoas conectadas à internet por meio de diversos dispositivos, como smartphones, notebooks e tablets, esse é um bom motivo para pensar em um novo roteador.

É fato que quanto mais aparelhos conectados à internet, a velocidade de conexão é dividida entre eles e, consequentemente, diminui.

Entretanto, um roteador antigo tem velocidade abaixo de 300 Mbps, portanto, além dos dispositivos conectados, ele por si só não consegue entregar uma boa conexão.

Para evitar um WiFi lento, é fundamental fazer a troca do roteador para um que opere a, pelo menos, 300 Mbps de velocidade.

5. Falta de segurança

Quem acha que o roteador tem a ver apenas com a velocidade e a qualidade da conexão, se engana.

Isso porque um roteador antigo pode não ter as tecnologias necessárias que oferecem segurança aos seus dados.

Alguns aparelhos oferecem a funcionalidade de nuvem, que permite ao usuário verificar quem está conectado à internet, histórico de navegação e até bloquear sites específicos.

Trata-se de uma opção muito interessante para os pais que querem proteger os seus filhos de alguns acessos à internet.

Dicas para melhorar o sinal do WiFi

Além de saber os principais motivos para fazer a troca do seu roteador, confira agora algumas dicas que podem fazer a diferença na qualidade do seu WiFi.

  • Posicione o seu roteador em um lugar estratégico, onde fique mais ou menos entre os dispositivos conectados pela casa
  • Mantenha o seu roteador em um móvel que não contenha muitos objetos ao redor
  • Não deixe o seu roteador perto de espelhos, pois eles são altamente refletores e podem atrapalhar na transmissão do sinal
  • Reinicie o aparelho quando notar que o WiFi está lento ou então desligue e aguarde alguns segundos antes de ligar novamente
  • Nunca deixe a sua rede sem senha, pois vizinhos e dispositivos próximos podem se conectar automaticamente no WiFi, prejudicando a velocidade
  • Faça um investimento em um repetidor de sinal, pois nem sempre a culpa é do roteador, afinal, o tamanho da sua casa e a quantidade de paredes influenciam muito na qualidade do sinal

Saiba como testar a sua velocidade

Agora que você tem tudo em mãos para manter a sua internet rápida, chegou a hora de fazer um teste e verificar que está tudo ok.

Existem diversos sites para fazer testes de velocidade, como o Speedtest, o Fast (desenvolvido pela Netflix) ou então basta pesquisar “teste de internet” no Google, que a própria empresa disponibiliza esse serviço em sua página inicial.

Lembrando que para realizar um teste fiel à velocidade de banda larga contratada, é necessário realizar em um computador ou notebook conectado à internet com um cabo de rede.

Ao fazer um teste por um smartphone, é normal que a velocidade seja menor pelo WiFi, afinal, mesmo próximo ao roteador, o sinal se dissipa até chegar ao seu celular.

Conte com uma internet de qualidade

Melhor ainda do que escolher um roteador moderno é contar com uma internet de qualidade, que oferece tanto qualidade na conexão quanto estabilidade.

A LinkCE foi eleita 3 vezes a melhor internet da região, segundo o site Melhor Plano! 

Clique aqui e confira os diferenciais da melhor fibra óptica que você pode ter na sua casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.